Sanjuushi Home Realm Forum

Um fórum para reunir todos os fãs de lingua portuguesa da série Sanjuushi, os 3 mosqueteiros, e da cultura japonesa!

Devido a motivos pessoais e profissionais a Administração do fórum encontra-se algo parada, bem como a publicação de novos posts, pede-se encarecidamente a todos os membros interessados para que ajudem neste período de hiato prolongado.

    Adeus Saramago

    Compartilhe
    avatar
    Paulex
    Cadete de Mosqueteiro
    Cadete de Mosqueteiro

    Número de Mensagens : 33
    Idade : 37
    Localização : Espinho
    Data de inscrição : 03/02/2009

    Adeus Saramago

    Mensagem por Paulex em Sab Jun 19, 2010 11:59 pm

    diáriodigital.sapo.pt - sexta-feira, 18 de Junho de 2010 | 13:09

    Morre aos 87 anos Saramago, Nobel da Literatura em 1998
    "O escritor português e Prémio Nobel da Literatura em 1998 José Saramago morreu hoje aos 87 anos em Lanzarote. O autor português encontrava-se doente mas em estado «estacionário», mas a situação agravou-se, explicou o seu editor, Zeferino Coelho.
    José Saramago nasceu na aldeia ribatejana de Azinhaga, concelho de Golegã, no dia 16 de Novembro de 1922, embora o registo oficial mencione o dia 18.
    Os seus pais emigraram para Lisboa quando ele ainda não tinha três anos de idade. Toda a sua vida tem decorrido na capital, embora até ao princípio da idade madura tivessem sido numerosas e às vezes prolongadas as suas estadas na aldeia natal.
    Fez estudos secundários (liceal e técnico) que não pôde continuar por dificuldades económicas. No seu primeiro emprego foi serralheiro mecânico, tendo depois exercido diversas outras profissões, a saber: desenhador, funcionário da saúde e da previdência social, editor, tradutor, jornalista.
    Publicou o seu primeiro livro, um romance («Terra do Pecado»), em 1947, tendo estado depois sem publicar até 1966. Trabalhou durante doze anos numa editora, onde exerceu funções de direcção literária e de produção. Colaborou como crítico literário na Revista Seara Nova.
    Em 1972 e 1973 fez parte da redacção do Jornal Diário de Lisboa onde foi comentador político, tendo também coordenado, durante alguns meses, o suplemento cultural daquele vespertino. Pertenceu à primeira Direcção da Associação Portuguesa de Escritores. Entre Abril e Novembro de 1975 foi director-adjunto do Diário de Notícias.
    A partir de 1976 passou a viver exclusivamente da escrita, inicialmente como tradutor, depois como autor.
    Em 1980, alcançou notoriedade com o livro «Levantado do Chão», visto hoje como o seu primeiro grande romance. «Memorial do Convento» confirmaria esse sucesso dois anos depois.
    Em 1991, publica «O Evangelho Segundo Jesus Cristo», livro censurado pelo Governo - o que levou Saramago a exilar-se em Lanzarote, nas Ilhas Canárias (Espanha), onde viveu até hoje. Foi ele o primeiro autor de língua portuguesa a receber o Prémio Nobel de Literatura, em 1998.
    Entre os seus outros livros estão os romances «O Ano da Morte de Ricardo Reis» (1984), «A Jangada de Pedra» (1986), «Ensaio sobre a Cegueira» (1995), «Todos os Nomes» (1997), e «O Homem Duplicado» (2002); a peça teatral «In Nomine Dei» (1993) e os dois volumes de diários recolhidos nos «Cadernos de Lanzarote» (1994-1997).
    Deixa como último livro publicado «Caim», que chegou às bancas no ano passado."



    Confesso que foi com consternação que recebi esta notícia. Se, por um lado, o meu lado racional já o esperava, mais dia menos dia, a verdade é que algo em mim me fazia acreditar que este "monstro sagrado" da literatura mundial ia durar muito mais tempo!
    Desde que no liceu fui obrigada a ler o Memorial do Convento, que fiquei fã deste senhor. Desde essa altura li vários livros dele, e só não li mais, porque as particularidades da sua escrita fazem com que sejam livros difíceis de seguir, é preciso estar com uma certa disponibilidade mental para seguir a sua escrita muito própria, e, principalmente, os seus devaneios narrativos. Ou seja, é um dos meus escritores favoritos de sempre, mas um dos que, no dia-a-dia, acabo por ler menos...

    Os livros dele que até hoje mais me marcaram foram: Ensaio Sobre a Cegueira, Todos os Nomes e o História do Cerco de Lisboa. Também gostei muito do As Intermitências da Morte, do Evangelho Segundo Jesus Cristo, Jangada de Pedra e claro, do famosíssimo e já citado Memorial do Convento.
    Os que gostei muito de ler, mas que vistos "à distância" agora sei que não me marcaram tanto, foram: A Caverna, As Pequenas Memórias e o A Viagem do Elefante.

    Os que não gostei... confesso que o que os apreciei menos foram O Homem Duplicado - não sei bem exlicar porquê, mas não me tocou o suficiente, acho que não devo ter apanhado bem a mensagem que ele queria transmitir, e o Caim - não pela polémica que causou, por afirmar em público que Deus é cruel, vingativo, e tal, mas porque acho que o livro tem um modo muito parcial de o demonstrar, ou seja, parece que se limita a fazer uma compilação dos "erros" de Deus contra a humanidade, sem dar o toque mais subtil de mostrar, de vez em quando, o outro lado. Penso que se o tivesse feito, teria sido mais sábio, mais "nobel".
    avatar
    Anbel
    Mete Ordem nos Mosqueteiros
    Mete Ordem nos Mosqueteiros

    Número de Mensagens : 538
    Idade : 45
    Localização : Lisboa
    Data de inscrição : 24/04/2009

    Re: Adeus Saramago

    Mensagem por Anbel em Seg Jun 28, 2010 12:00 pm

    É verdade, José Saramago partiu…

    É uma notícia, que apesar de já ser esperada não deixa de nos apanhar de surpresa. Mesmo sabendo que a idade já era muita e a saúde pouca parece-me que não se estava preparado para este desfecho apesar de todos sabermos que mais cedo ou mais tarde é este o nosso destino.


    É difícil descrever José Saramago…para uns foi um homem genial e brilhante nas ideias que teve e naquilo que escreveu enquanto outros preferirão destacar o seu carácter mais polémico e controverso.

    Independentemente daquilo que Saramago tenha sido há uma coisa que ninguém lhe pode tirar…é o facto de ser o único escritor português a ganhar um Prémio Nobel da Literatura.

    E é por isso que todos nós, como portugueses, lhe devemos estar gratos.

    Obrigado José Saramago.
    avatar
    Lyrrinne
    Estou de olho no que fazes!
    Estou de olho no que fazes!

    Número de Mensagens : 1847
    Idade : 41
    Localização : Portugal
    Humor : Amalucado
    Data de inscrição : 16/02/2008

    Re: Adeus Saramago

    Mensagem por Lyrrinne em Seg Jun 28, 2010 1:17 pm

    Confesso que lamentavelmente nunca li nenhum dos livros de Saramago, mas reconheço que ele foi e será sempre um marco na literatura mundial... com polémica ou não!


    Alexandrealves
    Mosqueteiro
    Mosqueteiro

    Número de Mensagens : 101
    Idade : 29
    Localização : portugal
    Humor : Subtil
    Data de inscrição : 02/11/2010

    Re: Adeus Saramago

    Mensagem por Alexandrealves em Ter Nov 09, 2010 10:02 am

    Confesso que nunca apreciei muito a obra dele, mas havia quem gostasse.
    avatar
    Athos de La Fère
    General dos Mosqueteiros
    General dos Mosqueteiros

    Número de Mensagens : 1468
    Idade : 38
    Localização : São Paulo - SP / Brasil
    Humor : Instável
    Data de inscrição : 16/09/2009

    Re: Adeus Saramago

    Mensagem por Athos de La Fère em Qua Nov 10, 2010 3:38 am

    Reconhecido está!

    Conteúdo patrocinado

    Re: Adeus Saramago

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Set 26, 2018 2:36 am